Serpentário

O serpentário é um local onde são mantidas várias espécies de serpentes peçonhentas com destaque para a cascavel e a  jararacuçu e não-peçonhentas, como canina, jibóia, cobra-do-milho entre outras.

As serpentes despertam diferentes reações nas pessoas como medo, repulsa, fascinação e principalmente curiosidade, o que justifica o grande interesse pelo assunto.

O serpentário tem como principal objetivo conscientizar a população sobre a diversidade, importância e peculiaridades desta parcela de nossa fauna, tão temida e ao mesmo tempo admirada.

O veneno das serpentes, além de utilizado para o fabrico de soro, tem sido empregado na formulação de remédios para o combate a alguns tipos de doenças, constituindo-se numa das principais alternativas sustentáveis de uso da nossa biodiversidade.

Além disto, todas as serpentes, peçonhentas ou não, desempenham uma função importante no ecossistema, uma vez que são predadores ou presas de outros animais participando da cadeia alimentar. As principais ameaças às serpentes são a matança indiscriminada e a alteração e redução das áreas de vegetação nativa que, se não controladas, determinarão sua extinção.